Experimentando Deus

... É sobre todos e está acima de todos...(Ef 4,6)

No seu encontro com Moisés, o Senhor Yahweh, estabelece uma condição sem a qual não se pode tocar a Deus:

Tira as tuas sandálias (Ex 3,5). Naquele momento Moisés estava iniciando um itinerário que o levaria muito longe:

À liberdade que Deus desejava dar ao seu povo e da qual ele fora o instrumento escolhido.

No entanto, tudo começou com um gesto muito simples de despojamento e de reconhecimento que aquela terra que ele pisava era santa, escolhida por Deus, separada para pertencer-Lhe.

Nessa atitude esconde-se também uma lição que o servo de Deus pouco a pouco aprenderá: Deus não é objeto de manipulação, Deus é soberanamente Deus.

Ao querer tocar na sarça ardente Moisés pensava poder dominar o sagrado, coisa tão habitual na mentalidade do seu tempo. Mas o Deus todo-poderoso, que ali estava começando um processo de profunda amizade com o humilde servo, primeiramente deseja mostrar que Ele é tudo e que se o homem pode se achegar a Ele é porque Ele o convida, abre as portas, rasga os céus. Deus está acima de tudo e, por isso, deve ser amado sobre todas as coisas.

Reconhecer a soberania de Deus é uma primeira palavra que o servo recebe. Nem tudo será explicado, nem tudo será imediatamente e completamente compreendido, mas não se duvida que o Deus que me pede dar passos concretos na fé é soberano, todo-poderoso e merece a atenção e a submissão dos seus filhos. ]

Mesmo quando os fatos parecem se contradizer o filho não duvida do amor e do poder do Pai. Assim aconteceu também com Abraão que quando entregou o filho abandonava nas mãos de Deus o sentido de toda uma existência e não terminou defraudado.

Deus é Deus, conhece o íntimo de todas as realidades e de todas as coisas, não se deixa levar pela impaciência e age conforme a sua vontade e segundo o seu poder.

A esse Deus Abraão, Moisés, Isaías, Jeremias, Maria serviram e não foram decepcionados na sua esperança, apesar de Deus ter seguido em suas vidas não um caminho fácil, de acordo com os sonhos humanos, mas uma via que conduzia a Cristo, fim último da existência de todos os homens.

É essa sempre a direção para a qual Deus nos envia, os caminhos de Deus são caminhos que levam a Cristo.

Aquele que se coloca a serviço de Deus precisa aprender a retirar as sandálias, um gesto de humildade que pode levar muito longe, abrindo as portas para uma intimidade única com Deus e um compromisso radical com o seu projeto de oferecer ao ser humano a liberdade que Cristo conquistou para todos com a sua cruz.

Entender a soberania de Deus suaviza o caminho daquele que deseja se entregar, pois poderá reconhecer facilmente que acima dele está Alguém que traçou com sabedoria os planos e que se empenha naquilo que o seu Amor guarda no coração em benefício de toda a humanidade.

Senhor, que eu reconheça que tu és meu Deus e pastor, que sou teu, faço parte do teu povo e sou ovelha de teu rebanho. Com essa certeza a tua ovelha pode repousar tranqüilamente porque sabe que é objeto do teu amor misericordioso de Bom Pastor.