O Chamado de Deus

Meditações para rezar a vocação

Introdução

Caro leitor, as linhas que passo a oferecer-te não têm pretensões de reflexões elevadas sobre uma teologia da vocação.

São meras meditações, fruto da oração pessoal que partilho contigo simplesmente para que rezes a vocação e permitas que Deus te fale não o que desejas, mas o que Ele quer.

Sim, meras meditações. "É possível que esta palavra te assuste: meditação. – Recorda-te livros de capas pretas e vermelhas, ruídos de suspiros ou de rezas como cantilenas rotineiras... Mas isso não é meditação. Meditar é considerar, contemplar que Deus é Pai, e tu, seu filho, necessitado de ajuda; e depois dar-Lhe graças pelo que já te concedeu e por tudo o que te dará" (S. Josemaría, Sulco n° 661).

Com freqüência me deparo com pessoas que vivem angustiadas porque não descobrem sua vocação. Vejo que intuem no tema algo fundamental:

O sentido de suas vidas. Mas, ao mesmo tempo, reparo que lhes falta a determinação de empreender um caminho interior que as ajude nessa busca.

Ofereço-te aqui um itinerário interior, de oração, de meditação, de lectio divina, para que a exemplo de Maria, na meditação assídua da Palavra, encontres a Palavra, o nome novo (cf. Ap 2,17) que mostrem a direção, o sentido de tua vida para o amor.

Por isso, aconselho que considerem essas palavras dentro de um clima favorável de abertura a Deus.

Hoje tememos tudo o que supõe interioridade, porque estamos vazios e atordoados por sons que preenchem os espaçoes dentro de nós.

No entanto, se queres escutar o que Deus pensa para ti, dá tempo a Ele no silêncio de tua alma e no segredo do teu quarto.